BECAS
RUBIO SCOLA Virginia Irene
congresos y reuniones científicas
Título:
O ensino de português na Argentina e o projeto de uma cidadania regional: análise do material didático do portal Educ.ar
Autor/es:
RUBIO SCOLA, VIRGINIA IRENE
Lugar:
Córdoba
Reunión:
Jornada; III Jornadas Internaciones Descubriendo Culturas en Lengua Portuguesa; 2016
Institución organizadora:
Facultad de Lenguas, Universidad Nacional de Córdoba
Resumen:
Desde uma perspectiva glotopolítica, neste trabalho proponho analisar o material didático produzido depois da lei nacional de ensino obrigatório de português na Argentina para o ensino secundário. A perspectiva de análise mencionada consiste em pensar de que forma a sociedade atua sobre a linguagem sem desvincular essas práticas com a cojuntura histórica, social e política. Neste caso, trata-se do ensino de português como língua estrangeira em um momento em que se tentou, a partir dos planos dos governos da regiao, consolidar uma ?Patria Grande? na América do Sul. Isto é, se propunha consolidar aliancas com os paises da regiao em todos os âmbitos econômico, político, cultural e linguistico. Uma das conquistas políticas foi ter colocado em funcionamento o Parlamento do Mercosul (Parlasul) com representantes dos países membros. Desta forma, procura-se consolidar uma cidadania regional com eleicoes diretas dos parlamentares. O Protocolo do Parlasul estabelece que deve-se implementar em todos os paises membros o dia do Mercosul Cidadao, no qual os cidados mercosureanos votarao seus representantes de forma direta. Além disso, no plano linguistico as línguas de trabalho do Parlasul sao o português, o espanhol e o guaraní. Por outo lado, o Mercosul Educativo estabelece nos planos de acao reiteradamente que devem ser ensinadas nos sistemas escolares o português e o espanhol (no caso do Brasil). No presente trabalho analisaremos de que forma o político e o linguistico se encontram associados nos materiais didáticos as vezes de forma muito incipiente ou inexistente no intuito de consolidar a integracao regional. Selecionamos os materiais didáticos da escola secundária, já que tradicionalmente e segundo a Ley de Enseñanza Nacional (LEN) os conteudos nesta etapa do ciclo escolar encontram-se voltados para a formacao cidadao. As atividades didáticas pertencem às colecoes modelo 1 a 1, Entrama, Planes Fines disponibilizadas no site do Ministério de Educacao da Nacao, Educ.ar. Nao somente sao analisados os materiais didáticos realizados para a disciplina português, mas também, aqueles que se referem a cidadania regional como na disciplina Formacao Ética e cidadao. A metodologia de análise consistiu em contrastar os materiais didáticos com os documentos normativos sobre as línguas e o discurso dos programas de governo kirchnerista. Identificamos determinadas regularidades e contradicoes que, apesar da ênfase na integracao regional, priorizam um ensino plurilingüe estabelecendo uma relacao línguas-mundo que acaba prejudicando o projeto político do ensino das línguas da regiao e a consolidacao da cidadania regional.