INVESTIGADORES
ABDALA Nestor Fernando
congresos y reuniones científicas
Título:
ASPECTOS MORFOLÓGICOS DO ESQUELETO PÓS-CRANIANO DE MENADON DO TRIÁSSICO-MÉDIO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, BRASIL
Autor/es:
BERTONI, R.; RIBEIRO, A.M.; ABDALA, F.
Lugar:
GRAMADO
Reunión:
Congreso; XXIII Congreso Brasileiro de Paleontologia, Gramado, Brazil.; 2013
Institución organizadora:
SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALEONTOLOGIA
Resumen:
O traversodontídeo Menadon besairei foi descrito a partir de crânio e mandíbula, provenientes de Isalo II, Madagascar, tendo sido descrito posteriormente alguns elementos pós-cranianos para a espécie. Na localidade de Schoenstätt, município de Santa Cruz do Sul, Rio Grande do Sul (Zona Assembleia de Santacruzodon) o táxon também foi registrado recentemente com base em material craniano e dentário. Materiais pós-cranianos estão sendo estudados e neste trabalho pela primeira vez são descritos para o Brasil, estando os mesmos depositados na Coleção Científica de Paleovertebrados do Museu de Ciências Naturais da Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul (MCN/FZBRS). Trata-se de uma escápula direita, dois fêmures esquerdos, cinco vértebras cervicais, um complexo atlas-áxis e dois arcos do atlas, um direito e outro esquerdo. O intercentro do complexo atlas-áxis é transversalmente amplo e anteroposteriormente curto. A escápula apresenta o processo acromial projetado anteriormente e ligeiramente distalmente, o procoracoide projeta-se anterior e ligeiramente dorsalmente; sendo a fossa supracoracoide bastante profunda. O fêmur apresenta a cabeça bastante desenvolvida e individualizada; o trocânter maior bem desenvolvido, projetando-se lateralmente atingindo quase ao mesmo nível da cabeça; o trocânter menor apresenta a fossa de inserção da musculatura adutora bastante profunda situando-se lateralmente ao trocânter menor; sendo a fossa para inserção do músculo puboisquiofemoralis bem demarcado. Os espécimes aqui descritos foram comparados com o espécime FMNH PR 2444 de M. besairei, mostrando-se morfológicamente similares e diferindo de Massetognathus, Exaeretodon, Pascualgnathus e Chiniquodon. O estudo mais detalhado do pós-crânio de Menadon contribuirá para a diagnose da espécie para o Brasil e posteriores comparações anatômicas com outros cinodontes. [*Mestrado/CAPES]
rds']