IDACOR   23984
INSTITUTO DE ANTROPOLOGIA DE CORDOBA
Unidad Ejecutora - UE
artículos
Título:
[Resenha] Pitarch, Pedro. 2013. El lado oculto del pliegue. Ensayos de antropología indígena. Artes de México y del Mundo, México DF.
Autor/es:
PAZZARELLI, FRANCISCO
Revista:
MANA
Editorial:
Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro
Referencias:
Lugar: Rio de Janeiro; Año: 2014 vol. 20 p. 628 - 628
ISSN:
0104-9313
Resumen:
Qual é o lado oculto da dobra? Os maya-tzeltales de Cancúc, nos Altos de Chiapas (México), possuem uma existência solar num mundo de formas definidas, com corpos que projetam sombras. O ?Outro Lado?, de vital importância para os tzeltales, é um mundo lunar e corresponde-se com o território ontológico das almas, dos mortos e dos espíritos: um mundo de indefinição, onde nenhuma forma encontra-se estabilizada. A ?dobra? constitui o articular metafisico entre ambos os lados: um intervalo de intensidade que habilita a existência solar sob o custo da retenção temporal de partes de almas alheias. O lado oculto da dobra (El lado oculto del pliegue), então, não é (só) um recurso retórico: ele assinala, no mesmo movimento, para uma filosofia indígena e para o projeto intelectual de Pedro Pitarch que os ensaios deste livro apresentam.
rds']