IDIHCS   22126
INSTITUTO DE INVESTIGACIONES EN HUMANIDADES Y CIENCIAS SOCIALES
Unidad Ejecutora - UE
artículos
Título:
De objeto a método: notas históricas sobre estatística e pesquisa social
Autor/es:
PIOVANI, J. I.
Revista:
Sociologia & Antropologia
Editorial:
IFCS-UFRJ
Referencias:
Lugar: Rio de Janeiro; Año: 2013 vol. 3 p. 245 - 245
ISSN:
2236-7527
Resumen:
Este artigo analisa o complexo processo histórico, social e cultural que acompanhou as mudanças de sentido do termo “estatística” (de objeto a método): desde o estudo comparativo dos Estados, no século XVIII, à descrição quantitativa da sociedade, no século XIX, até sua concepção como conjunto de instrumentos conceituais e operacionais para a análise quantitativa de dados a partir do século XX. Neste marco se reconstroem três tradições intelectuais cujas origens remontam a meados do século XVII – a aritmética política inglesa, a estatística universitária alemã e a teoria matemática das probabilidades francesa – com a finalidade de esclarecer as raízes profundas da teoria estatística moderna no pensamento científico europeu e pôr em evidência como o entrelaçamento dessas tradições, ao longo do tempo, foi redefinindo o sentido da estatística e sua relação com a pesquisa social empírica.